11ª Revolta do Bacalhau

11ª Revolta do Bacalhau

A vitória da criatividade

No passado dia 9 de Dezembro, realizou-se a grande final da Revolta do Bacalhau. Na Escola de Hotelaria e Turismo de Setúbal, 8 finalistas levaram à mesa do júri composto pelos chefes Hélio Loureiro (presidente), Vítor Sobral, Vítor Esteves, Vítor Matos e Marlene Vieira, as receitas mais saborosas e criativas, preparadas com o fiel amigo.

E a tarefa do júri não foi nada fácil, pois mais uma vez os finalistas demonstraram ser possível reinventar a tradição e inovar com Bacalhau da Noruega.

Telmo Jacinto – Epic Sana Algarve Hotel
Bacalhau Salgado Seco da Noruega em aromas do Litoral Algarvio

Irís Vieira – Vinum Restaurante & Wine Bar
Bacalhau Salgado Seco da Noruega à Lusitânia

César Veloso – Casa das Artes
Bacalhau Salgado Seco da Noruega, laranja, abacate, puré de couve-flor, batata e cherovia

Diogo Ribeiro – Vila Vita Parc
Bacalhau Salgado Seco da Noruega em Terras Portuguesas

Francisco Pires – Restaurante Flor de Sal
O Bacalhau Salgado Seco da Noruega, o grão-de-bico e a waffle de batata e espinafres

Márcio Soares – Conrad Algarve
Bacalhau Salgado Seco da Noruega no néctar de uva

Rodrigo Anacleto – Pousada de Cascais – Cidadela Historic Hotel
Com todos… A canja do Bacalhau Salgado Seco da Noruega

Luíz da Silva
Bacalhau Salgado Seco da Noruega a baixa temperatura, pudim de grão, texturas de cebola e azeitona preta

A receita vencedora foi a do Chef Luíz da Silva, um jovem talento que pela sua técnica e criatividade promete vir a dar que falar no futuro.